Segurança Inteligente

Instalação

CFTV | Alarme | Interfonia e Controle de Acesso.

Para proteger seus bens mais valiosos não bastam apenas equipamentos de segurança. A escolha do fornecedor correto é o primeiro passo para sua proteção.

A ABESE (Associação Brasileira de Empresas de Segurança Eletrônica) recomenda os seguintes cuidados na hora de escolher o mais adequado sistema de segurança eletrônica e a empresa responsável por sua implantação:

  1. Procurar uma empresa idônea, legalmente constituída, que garanta a procedência dos equipamentos e acessórios utilizados para instalação do sistema e, principalmente, que assuma compromisso pós-venda, firmado em contrato com o cliente.
  2. A empresa deve enviar um consultor ao local da instalação para fazer a análise de riscos do local. É preciso verificar a vulnerabilidade do imóvel para posteriormente sugerir quais equipamentos de segurança são mais apropriados para o respectivo tipo de planta e localização geográfica. Nesta etapa é indispensável a avaliação do imóvel por um profissional.
  3. O contratante precisa certificar-se de que a prestadora de serviços possui bom referencial de outros clientes/imóveis do mesmo porte já atendidos por ela, e que estes estejam perfeitamente satisfeitos e adaptados aos equipamentos.
  4. Ao avaliar o custo, não se deve levar em consideração somente o preço do serviço em si, mas a relação custo-benefício oferecida pelo equipamento.
  5.  O consumidor precisa estar atento a detalhes, como a idoneidade da empresa e as cláusulas do contrato, entre elas a garantia da venda e a manutenção do equipamento incluída no pacote de locação.
  6. Outro detalhe importante é checar se o contrato de prestação de serviço é coerente com a proposta apresentada no início da negociação, e se equipamento, preço e serviços prestados correspondem ao planejado.
  7. Após a instalação, é necessário exigir que um representante da empresa treine os usuários do sistema para a correta utilização dos equipamentos, visando o aproveitamento máximo de suas capacidades.
  8. É indispensável o teste periódico do funcionamento do sistema de segurança, seja semanal, quinzenal ou mensal. Mesmo que o equipamento possua monitoramento, é necessário que o usuário realize o teste manual periodicamente. Neste sentido, recomenda-se que se consulte a empresa sobre os prazos de atendimento técnico caso verificado algum problema no sistema.

Fonte: ABESE

Orçamento Rápido