RIO – Números divulgados pelo Instituto de Segurança Pública indicam um aumento de 81,2% na quantidade de roubos a pedestres na região de Copacabana no período entre janeiro e maio de 2019, na comparação com os mesmos meses do ano passado. Em 2018, foram 292 ocorrências no período. Já nos cinco primeiros meses deste ano, 529 casos do tipo foram registrados.

Um caso de furto foi flagrado pela equipe do Globo. No último dia 2, um turista de Sorocaba passeava com a família pelo calçadão na altura do Posto 3, seguido de perto por um dos garotos.

CONFIRA FLAGRANTE DE UM FURTO NO CALÇADÃO DE COPACABANA

Chama atenção a diferença de tamanho entre a vítima e a criança. A força empregada por ela para arrancar o cordão foi tanta que a blusa do homem rasgou no momento do furto.

Apesar do aumento dos roubos a pedestres, a variação foi menor do que a verificada entre os meses de janeiro e abril do ano passado e deste ano. Quando comparados, o número de roubos de rua nesse período cresceu 95,5%, de 244 para 477 casos.

 

TENTATIVA FRUSTRADA
Dias antes da ocorrência, o mesmo grupo de meninos tentou roubar o celular de uma mulher que caminhava com uma amiga pela orla. Ao perceber a movimentação, ela guardou o aparelho e evitou a investida.

Durante o período da Copa América, um torcedor peruano que circulava com um cordão dourado na altura da Rua Sá Ferreira chamou a atenção do grupo. A bordo de uma bicicleta, um dos garotos atacou o turista por trás, arrancou a joia e a guardou na boca para evitar o flagrante.

De acordo com testemunhas, o jovem fugiu em direção à comunidade Pavão-Pavãozinho após o roubo.

Em nota, a PM informou que ao observar no mês de janeiro deste ano uma alta acentuada do índice de roubo de rua, “o Comando da corporação vem adotando uma série de medidas para reverter a curva desse indicador criminal no bairro”. Entre as medidas está a maior integração entre policiais militares do 19º BPM (Copacabana), do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur) e das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) da região. “A expectativa é de que a tendência de redução se intensifique com o emprego de forma mais coordenada dos policiais do programa Rio Mais Seguro”. De acordo com a PM, as medidas adotadas já estão surtindo efeito.

 

Fonte: O Globo